sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Andamos pelo simples prazer de andar?


No inicio, comecei a andar para emagrecer, mas detestava ter q naquele horário me arrumar, vestir uma malha, uma camiseta mais solta, um par de tênis e sair, mas depois com o tempo vi que me sentia melhor após cada ida é claro que ainda tem aquela coisa do desconforto de sair de uma situação confortável que é estar em casa “numa boa” e ter que me “trocar” para ir até o campo onde fazemos as caminhadas, mas tendo a companhia do maridão para conversar, pensar e até meditar é...é....inexplicável, não apenas desfrutamos o prazer de andar, sem meta, porque agora aos poucos tem se tornado um prazer.


Tirei de uma crônica na internet a mensagem abaixo, é claro que cortei algumas frazes, pois em se tratando de uma crônica tem sempre um lado irônico, e também a crônica tem outro sentido que não o meu desse post, espero que apreciem assim como eu, quem quiser ler na integra o endereço está abaixo

Aprender a andar é uma das maiores conquistas do ser humano.

Quase deixamos de andar. A bela palavra “andarilho” parece ter perdido o sentido.
Praticamente já não existe mais gente que cobre grandes distâncias usando apenas seus pés ágeis e suas pernas curiosas e ansiosas para enveredar pelas estradas e caminhos, subindo e descendo montes, atravessando grandes distâncias.

Porém, pior que isso: não andamos mais nem as pequenas distâncias que nos separam do bairro do lado, ou mesmo dos quarteirões mais distantes, ou ainda da esquina da outra rua.
O prazer de andar é insubstituível. Andando, vemos e ouvimos tudo; sentimos o vento no rosto; nossos narizes sentem os perfumes das flores.
Andar, simplesmente andar, é muito bom.
Tentemos todos readquirir o prazer de andar. Quem sabe, não somente nossos pés e pernas, nosso corpo todo, mas também nossas almas não se reaproximarão também da pureza, da alegria, do encantamento daquela criança que ensaia, maravilhada, seus primeiros passos?



Bjus a todas!!!

6 comentários:

Papoila disse...

olá Narinha! vi no blog do desafio que n sabes o que é uma chávena... bom... é uma xícara!
designamos por chávena a normal (de chá), dizemos "chávena de café" para as pequeninas) e chamanos "caneca" àquelas maiores, geralmente sem pires e com formato cilindrico...
se precisares de mais algum esclarecimento ´we só pedir, tou habituada a lidar com brasileiros e suas dificuldades com o nosso português :))))

Anabela disse...

Olha eu >AMEIIIIIIIIIIII o texto. Vou copiar e passar para uns amigos que estão precisando de ler isto. É tudo de bom, caminhar. Faz bem ao corpo e a cabeça, é terapia ao ar livre!
Beijos de mil carinhos e tudo de bom!

CC disse...

Oi Narinha!

Vou reaprender a gostar de fazer exercicio pois é um bem que não é caro e que faz milagres à nossa boa disposição e balança... o simples facto de caminhar nem que seja meia hora por dia é o suficiente e não custa assim tanto né...
Bom texto!

Espero que estejas bem, dá noticias ok

Beijo Light
CC

Amendoinha disse...

Oi Nartinha!
Vim agradecer e retribuir a tua visitinha no meu blogue.
Volta sempre que quiseres e sempre que precisares vai lá chamar que venho aqui, apoiar-te, ok?
Bjs

PELA VIDA NA ARTE disse...

Oi, Narinha, eu estou precisando de uma coragem extra para começar a caminhar, não consigo arrumar disposição para isto. Acho que é por falta de exercicio que ando tão indisposta e parace que então da tudo errado, mas uma hora dessa as coisas hão de mudar não é mesmo?
Beijos Mana.

Anônimo disse...

bom comeco

SE A CANOA NÃO VIRAR ... EU CHEGO LÁ...!!!...